6 estratégias de marketing digital que a sua empresa não pode ignorar em 2021

Provavelmente a sua empresa já faz marketing há algum tempo e já possui presença online através de blogs, sites ou redes sociais, certo? Mas também é provável que você se dê conta de que nem tudo está funcionando como você esperava, e aí, alavancar os negócios em 2021 fica muito mais complexo. Além de te ajudar nesse processo ser o nosso trabalho aqui na B.done, vamos falar de 6 estratégias de marketing digital que a sua empresa não pode ignorar em 2021. Prontos?

Se não é uma novidade que o marketing digital é essencial para empresas, principalmente em tempos tão incertos, acredito que podemos começar a leitura desse post concordando que melhorar sua presença na internet é fundamental para:

  • sua empresa crescer no mercado;
  • criar relacionamento com os atuais e potenciais clientes;
  • fortalecer a sua marca com o seu público;
  • e claro: vender mais!

Mas afinal, o que priorizar para começar?

Para “existir”, uma empresa hoje precisa ter pelo menos uma mínima presença digital, que é onde as pessoas passam a maior parte do seu tempo, e claro, onde recorrem quando querem mais informações sobre uma marca, produto ou ainda, alguma dúvida cotidiano. “Googlar” já virou até verbo, por isso, é tão importante que a sua empresa esteja nos primeiros resultados de busca, e claro, que ofereça informações relevantes para ajudar o seu potencial cliente a encontrar as respostas necessárias, criando uma boa reputação e relacionamento com o seu público.

Quando bem estruturado, empresas que adotam as estratégias de marketing digital em seus processos e percebem um aumento significativo nos resultados na hora de concluir uma venda.

A transformação digital favorece esse caminho: estamos gastando cada vez mais tempo online e com apenas 1 aparelho celular conectado à internet podemos comprar desde objetos simples até os mais complexos. Aliás, só para se ter uma ideia, em 2020 usuários Android gastaram em média 4h por dia no mobile! (Dados State of Mobile 2020)

Estratégias de Marketing Digital B.done
State of Mobile 2020 mostra que o tempo gasto do no celular aumentou em 20%

O “milagre”do Marketing Digital

Não se engane pensando que apenas colocando sua empresa no digital ela irá se vender sozinha… Estar presente na internet exige estratégias para mostrar-se relevante ao seu público-alvo. Quer um exemplo prático? Observe os canais dos seus concorrentes ou de grandes marcas com boa reputação, e perceba que eles usam diversos recursos de comunicação, informação, vendas e entretenimento.

E com tantas opções para se posicionar e vender online, vemos que as empresas estão tão eufóricas buscando oportunidades online, que muitas vezes acabam “metendo os pés pelas mãos”, seja por falta de organização, de conhecimento, recursos, tentando imitar marcas ou influencers famosos, e acabam perdendo um tempo valioso naquilo que não funciona bem. E é exatamente sobre isso que quero conversar com você hoje.

Assim como qualquer outra estratégia de negócios, uma boa estratégia de marketing digital deve ser pensada e muito bem estruturada. Além disso, é normal que leve algum tempo para gerar resultados constantes e consistentes, portanto, não espere ver resultados extraordinários logo no início. Marketing Digital é um processo contínuo que se for bem desenvolvido trará resultados surpreendentes, e que precisa ser nutrido para que seus resultados sejam duradouros.

Defina objetivos para as suas estratégias de marketing digital

O primeiro passo para uma estratégia de marketing digital bem sucedida é a definição do que você quer alcançar com essas ações.? Ou seja, quais são seus objetivos ao usar o Marketing digital? Importante: embora seja tentador querer fazer tudo de uma vez, é importante ser realista e definir prioridades no seu planejamento de marketing. Alguns exemplos são:

  • Ter autoridade e ser reconhecido como uma marca de qualidade;
  • Ter um bom posicionamento no mercado;
  • Criar um novo canal de vendas;
  • Converter mais vendas no final do processo;

Defina sua persona

Você já ouviu falar que “a noite todos os gatos são pardos”?

A famosa expressão significa que as coisas ficam parecidas ou iguais no escuro, já que não é possível distingui-las com clareza. Metaforicamente, a ideia está ligada ao fato de que, em meio à multidão, não é possível enxergar as particularidades de cada um. O que mais ou menos acontece quando ignoramos as particularidades dos nossos potenciais clientes. E não é isso que queremos né?

Definir a sua persona é fundamental para que suas estratégias de marketing possam impactar as pessoas que são relevantes para o seu negócio. Quando falamos de cliente ideal, nos referimos aqueles com as características e comportamentos que fazem sentido para o seu negócio, e que você de fato pode ajudá-los a resolver problemas, e assim não perderá seu tempo tentando “empurrar” seu produto ou serviço para quem não tem interesse algum e nem o perfil adequado que você necessita.

Muitas vezes, apenas ter um público alvo não é suficiente, é necessário mirar nas pessoas certas, assim você otimiza sua comunicação, seus conteúdos e tem mais chances de acertar uma venda.

Depois de ter a sua persona definida será bem mais fácil direcionar os esforços da sua equipe e assim agilizar o processo para uma venda bem feita.

Agora sim, tendo isso em mente (e planejado no papel) você pode começar a planejar as suas estratégias de marketing digital.

Dica Extra: a RD e a Rock Contente desenvolveram  uma ferramenta muito prática que ajuda a definir sua persona. Dá uma olhada!

Veja também:  Marketing na Pandemia: 4 lições de 2020 para as marcas

#1: MARKETING DE CONTEÚDO

Marketing de conteúdo é uma excelente forma de conquistar novos clientes e fortalecer a comunicação e engajamento com os antigos, porque através dos seus conteúdos você tem a oportunidade de criar um vínculo de confiança, utilidade e empatia com a sua persona, o que ajuda-o a entender que precisa de soluções para seus problemas e que você pode ajudá-lo com isso.

Se você já tem o site da sua empresa, você pode melhorar sua estrutura, torná-lo mais atrativo, publicar conteúdos relevantes, que valorize o seu produto, sua marca, seu posicionamento, ajude o cliente a resolver seus problemas e que seja útil para quem for ler.

Tenha em mente que quem for visitar seu site pode nunca ter ouvido falar de você e se você não tiver uma homepage organizada e com informações relevantes esse possível cliente não passe mais que uns segundos ali. Você pode deixar o seu site ou blog mais interessante com o uso de:

  • Blogposts
  • Infográficos
  • Vídeos
  • Webinars
  • Templates
  • Podcasts

O marketing de conteúdo pode ser um grande aliado na suas estratégias de marketing digital, pois ele ajuda a preparar os potenciais clientes para decisão da compra, além de agregar valor para os visitantes, e assim deixá-los instigados a conhecer mais sobre seu produto/serviço e torná-lo uma autoridade no assunto.

Para isso, organize os conteúdos que mais tem a ver com o perfil das suas personas, seja coerente com o discurso que você tem, defina um calendário de postagens para garantir consistência e busque entender o que pode ser útil para o seu público. Dessa forma você aumenta as chances de instigar as pessoas a conhecerem sua marca ou a querer acompanhar suas publicações.

#2: EMAIL MARKETING

Ainda que a velocidade das mudanças tecnológicas seja acelerada, o e-mail marketing ainda conquista o seu lugar no pódio das melhores estratégias de marketing digital. Só para se ter uma ideia, mais da metade da população mundial é usuária de serviços de e-mail. O problema é que muitos e-mails mal elaborados passam despercebidos nas caixas de entrada, e tendemos a estar traumatizados pelos spams.

Além de ser um canal direto com o seu potencial cliente, a grande sacada do email marketing é enviar os e-mails certos, no momento certo. Para isso, uma estrutura de conteúdo organizada somada a ferramentas de automatização podem ajudá-lo a otimizar esforços e recursos, para ajudar o lead a receber as informações necessárias para se decidir pela compra.

Se você já possui o email de uma pessoa é porque provavelmente ela já demonstrou interesse em algum produto ou conteúdo do seu site. Sendo assim, você já tem uma noção prévia dos gostos dessa pessoa e pode trabalhar em cima disso para:

  • Avançar esse possível cliente na jornada de compra ou;
  • Manter um bom relacionamento com o cliente que já adquiriu seu produto para que ele queira voltar e tenha uma boa experiência com a sua empresa;
  • Trazer aqueles clientes antigos para o seu radar novamente.
Estratégias de Marketing Digital B.done
Na B.done usamos as Newsletters em nossas estratégias de marketing digital para nos relacionarmos com a nossa base de contatos. Você pode se inscrever aqui

 

Outro bom motivo para usar esse canal, é o seu retorno sobre investimento (ROI), já que os custos de operação dessa estratégia são relativamente baixos se comparados ao grande retorno desse canal.

 

#3: REDES SOCIAIS

As redes sociais são excelentes meios de engajamento e interação com seus clientes, a prova disso é que você, provavelmente, segue alguma das suas marcas favoritas o Instagram ou Facebook, não é mesmo?

Segundo a Comscore o Brasil é o país que mais usufrui das redes sociais em toda a América Latina. Cerca de 88% da população brasileira está conectada em sua maioria nos dispositivos móveis em redes sociais como Whatsapp, YouTube, Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat, Pinterest e Linkedin.

Outro fator interessante é que a maior parte desse grupo é formado por pessoas adultas com mais de 45 anos (27%), ou seja, pessoas com maior poder de decisão de compra, seguidos pelas pessoas de 25 a 34 anos (25%). E como você sabe, nós brasileiros realmente amamos atualizar nosso feed com nossos momentos e acompanhar novidades.  Por isso, esse também é um canal estratégico para as marcas, que podem, de uma maneira mais humana, conectarem-se com seu público, e através do seu posicionamento, extrapolarem tópicos que vão além de seus produtos e serviços.

Um bom exemplo é o Magazine Luíza que sabe como utilizar os recursos desses canais com assertividade! A marca criou várias estratégias de marketing digital e uma delas foi de criar fan pages no Facebook para cada região do Brasil com o intuito de anunciar produtos conforme as particularidades de cada uma delas.  E ainda tem o avatar da Lu que teve vários upgrades com o passar do tempo e hoje de forma automatizada está presente desde o início até o final da compra prestando auxílio aos clientes nas redes sociais e no site.

É importante manter essas redes atualizadas com conteúdos que fazem sentido para ambas as partes – o que representa a sua marca e que também agregue valor ao seu público – contendo informações, curiosidades ou trechos do seu blog, fotos e vídeos correlatos ao seu posicionamento, assim aumentando as possibilidades de chamar a atenção de novos potenciais clientes. .

E o mais importante: Seja verdadeiro e espontâneo.

Traga para as redes sociais a essência da sua marca, aquilo que a define, e não apenas a nova modinha! Seja transparente e genuíno, e tenha em mente que qualidade no conteúdo e engajamento nas suas postagens fazem mais sentido do que apenas um número estrondoso de seguidores.

Veja também:  Humanização de Marcas: O que realmente importa

Dica Extra: Instagram, Facebook e LinkedIn são excelentes meios para construir um bom relacionamento e se aproximar dos consumidores, mas escolha uma delas onde você irá depositar mais esforços e que de fato é onde seu público maior se encontra para que obtenha resultados mais efetivos.

#4:  SEO – OTIMIZAÇÃO PARA MOTORES DE BUSCA

Essa técnica (que é nada nova) surgiu depois que a demanda por pesquisas na internet aumentou, e embora hajam alguns diferentes mecanismos de buscas, o Google é o mais utilizado. E como você bem sabe, ele entra em ação a partir de uma dúvida, interesse ou curiosidade de alguém, o que faz desse lugar um ótimo ambiente para posicionamento das marcas.

Entretanto, conquistar um lugarzinho especial no topo das pesquisas está cada vez mais desafiador! Ele está ali para mostrar os melhores resultados, e é a ponte entre um usuário e a melhor resposta para essa pessoa. Ou seja, o Google trabalha em função do usuário, e não das marcas. E é por isso que é importante ter uma estratégia cada vez mais focada em pessoas e suas necessidades!

Uma das maneiras para que uma empresa apareça entre as primeiras respostas do Google é caprichar nas técnicas de SEO e assim aumentar suas chances de receber cliques!

E como ficar entre os primeiros?

SEO (Search Engine Optimization) ou otimização para mecanismos de pesquisa trata-se de um mix de estratégias que visam a otimização dos conteúdos de um blog ou site para melhorar o alcance nas pesquisas. Alguns dos fatores que influenciam nessa otimização são:

  • URL do site otimizada;
  • Conteúdos, titulos e subtitulos relevantes;
  • Utilização de imagens e vídeos;
  • Uso de links internos e externos nos posts;
  • Conteúdos baseados em palavras-chave com volume de busca;
  • Conteúdos de valor aos usuários;
  • Velocidade de carregamento do site, etc.

As técnicas de SEO são uma especialidade extremamente técnica, e criar uma estratégia não é tão simples assim. Mas também não é impossível. Para saber mais, há diversos cursos online sobre o tema. Ou ainda, você pode contar com a ajuda de uma agência especializada na área!

#5: MÍDIA PAGA

Quando falamos de estratégias de marketing digital pago, podemos dividir basicamente em três grandes grupos: Links patrocinados, Remarketing e Social Ads. Vamos entender cada um deles:

Links Patrocinados

Quando falamos sobre aparecer nos primeiros resultados de busca do Google, temos a possibilidade de promover anúncios através de links patrocinados (PPC – Pay Per Click). Nesse caso, os anúncios pagos aparecem no topo da página de pesquisa do Google, sem que o seu site tenha que necessariamente ter otimizado sua busca para SEO, como podemos observar na imagem abaixo:

 

Estratégias de Marketing Digital B.done
Exemplos de Anúncio no Google

Estratégias de marketing digital como essa vale a pena tanto para promover a sua marca, como para promover produtos e promoções específicos. Todas as campanhas são gerenciadas diretamente na plataforma do GoogleAds.

Remarketing

Assim como o próprio nome diz, “re-marketing” é a estratégia de impactar mais de uma vez um mesmo usuário, fazendo com que seus anúncios apareçam para ele em mais de uma ocasião.

As vantagens de utilizar estratégias de remarketing é desde o reforço de marca, já que o usuário acaba sendo mais exposto ao seu nome, e segmentar suas estratégias para aquelas pessoas que já demonstraram interesse no seu produto ou serviço, e claro: aumentar as chances de compra.

Para que ele tenha mais chances de sucesso, é importante ter um planejamento com o tipo de informação que cada usuário era receber, baseado no momento da jornada de compra de compra em que ele está. Aqui, o email marketing pode ser um forte aliado nessa estratégia.

Por exemplo: se você tem um lead visitando sua página de preços (clara intenção de compra), você pode enviar e-mails com promoções e ofertas relacionados ao seu produto. Se o lead visitou apena a home e páginas no blog (ainda em processo de aprendizado e descoberta), talvez um email com mais informações seja mais útil naquele momento.

Social Ads

Falamos anteriormente sobre a importância de estar presente nas redes sociais, com um conteúdo atrativo e relevante para a sua persona. Entretanto, cada vez mais o alcance orgânico das marcas é reduzido dentro dessas plataformas, o que pode parecer que suas estratégias de marketing digital não estão dando certo.

E muito embora Facebook e Instagram sejam talvez as plataformas que primeiro vem a nossa mente, novamente é preciso levar em consideração onde a sua persona costuma se informar e interagir mais. Existem várias outras opções como Linkedin, Twitter, anúncios em aplicativos como Waze, Duolingo, Tinder e ainda, os próprios portais de notícias.

Os melhores canais dependerão dos seus objetivos de marketing, da sua segmentação de público e da sua verba disponível.

É importante lembrar que estratégias de marketing digital pago são uma boa opção para gerar resultados rápidos, mas lembre-se: como são pagas, ao longo do tempo, com a entrada de novos concorrentes, ela pode também tornar-se onerosas se não forem combinadas com outras estratégias de marketing digital orgânico, e até mesmo, outras ações de branding, relações públicas, entre outros.

 

#6: MARKETING DE INFLUÊNCIA

A primeira coisa que precisamos compreender é que marketing de influência não está presente apenas nas redes sociais através de famosos. Ele também faz parte do nosso dia a dia, em situações como quando fazemos um marketing de boca a boca quando indicamos um restaurante, um produto, um serviço, séries, filmes e muito mais. Todos podemos ser influenciadores até certo ponto e isso deve fazer parte das estratégias de marketing digital.

Veja também:  Planejamento de Marketing de 2021: 7 fatores para levar em consideração

Trazendo isso para nossa conversa, pense que além de ter um bom marketing de conteúdo, uma persona e um posicionamento bem definido nas redes sociais é vital que além de você ser a única pessoa falando da sua marca, outras pessoas também falem bem sobre a sua marca ou do produto que ele adquiriu.

A prova social ( ou social proof) faz com que as pessoas comprem mais, indo muitas vezes direto para compra, sem dispender horas pesquisando. Mas antes de indicar uma marca, primeiro precisamos ter experiências positivas, afinal ninguém vai recomendar algo que não o fez se sentir bem, não é mesmo? Por isso, sua estratégia deve começar com seus atuais clientes, num processo de atendimento ao cliente de qualidade.

Quando falamos em influencers propriamente, aqueles que serão pagos para falar da sua marca, vemos que essa tem sido uma das estratégias de marketing digital adotada cada vez mais sobre as marcas. E o que é mais interessante: já podemos ver marcas de vários portes, segmentos e diferentes públicos anunciando através de influenciadores. Não é algo exclusivo para aqueles que possuem um orçamento descomunal.

Nesse universo, podemos citar os macro influenciadores – famosos ou com um público gigantesco, e os micros – não tão famosos e com um grupo menor de seguidores mais específicos. Nesse universo de opções, o definir o(s) influencer(s) ideal para você, vai depender do público que você quer alcançar, dos seus objetivos de marca, e também, do seu orçamento disponível. É muito particular de marca para marca e de influencer para influencer, o ideal é sempre conversar, fazer a análise por afinidade de audiência e decidir se realmente faz sentido fechar uma parceria.

Em uma entrevista que realizamos aqui na B.done com a Maria Alice Gomes que é Business Development & Customer Success Lead na Spark SaaS, ela destaca sobre a importância de estar atento ao ROI para saber se as suas ações estão gerando lucro ou prejuízo em relação ao investimento inicial. Vale a pena conferir para entender como começar uma estratégia de marketing de influência aqui.

Mensurando suas estratégias de marketing Digital: Métricas SMART

Se lá no começo falamos que era importante definir objetivos para as suas estratégias de marketing digital, a maneira de mensurar se elas estão funcionando é basicamente através de metas. Isso contribuirá para você ter uma equipe trabalho organizada que consiga planejar e acompanhar todo o processo, minimizar problemas quando algo sai do planejamento, medir resultados, oportunidades de otimização, etc.

Para isso, recomendamos que ao definir as metas dos seus objetivos, elas sejam o que chamamos de metas SMART.

Mas porque Smart?

SMART é uma sigla que significa basicamente:

  • S- Specific, ou específica: sugere que as metas precisam ser de fácil compreensão por toda equipe envolvida, elas devem ser respondidas com facilidade e devem ser alcançáveis;
  • M- Measurable, ou mensurável: São aquelas metas que se pode realmente medir, por exemplo estipular um determinado valor a ser alcançado em um tempo específico.
  • A- Attainable ou atingível: Aqui quer dizer que sua meta deve ser realmente atingível, ou seja, não adianta propor algo impossível de ser alcançado, que acabará prejudicando a sua equipe que podem se sentirem incapazes ou frustrados por não atingirem o que foi estabelecido.
  • R- Relevant, ou relevante: A motivação é uma grande aliada nesse processo, por isso sua meta deve ter relação com as suas reais necessidades e prioridades no momento.
  • T- Time based, ou temporal: Sua meta deve ter um prazo ou tempo a ser trabalhada e depois alcançada. Estabelecer um período é vital, de acordo com seus objetivos pode ser mensal, semanal, anual etc.

Por exemplo: Aumentar de 5% para 15% as vendas através dos canais digitais da empresa até Dez/2021 é um exemplo de Métrica SMART, pois você tem a clareza de qual é o seu objetivo, em quanto tempo você deve realizá-lo, e quais são os resultados esperados.

Se sua meta fosse apenas “vender mais com marketing digital”,  deixa vago exatamente com que se espera com as suas estratégias de marketing digital. Dessa forma, você, sua equipe ou agência parceira de marketing podem facilmente perder o norte das prioridades de onde focar.

Com metas bem definidas, tais estratégias de marketing digital precisarão se desdobrar em um planejamento de ações com responsáveis, prazos e acompanhamento para saber se está dando tudo certo.

Ainda assim achou complicado? Que tal batermos um papo de 30 minutos (sem custo) para gente te ajudar a encontrar o melhor caminho para dos seus desafios? Você pode solicitar essa conversa aqui.

 

Se você gostou desse conteúdo mas ainda precisa de ajuda com seus desafios de marketing, saiba que a B.done é especialista em conectar marcas com as melhores agências e veículos de mídia e também pode lhe ajudar a encontrar a melhor solução para o seu negócio.

Confira os nossos cases de sucesso!

 

Compartilhar artigo

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on tumblr
Share on telegram

Escrito por:

Gleiciane Ribeiro
Gleiciane Ribeiro