Conheça os 15 principais modelos de agência disponíveis no mercado

Agência de publicidade, de comunicação, de marketing, de audiovisual… Empreendedores que já precisaram contratar serviços de agências sabem que escolher o parceiro de negócio ideal não é simples. 

Primeiro porque, só no Brasil, há milhares de negócios desse tipo. Em segundo lugar, porque as agências se dividem em diversas especialidades. Se, antes, havia apenas um tipo de agência no mercado, aquela mais tradicional, focada em canais offline como rádio, jornal, TV e outdoor, hoje elas se dividem em diversos nichos. 

É claro que ainda existem agências mais generalistas, mas, na medida que as estratégias de marketing foram ficando mais específicas, surgiram negócios focados em cada uma dessas frentes.

Nesse contexto, é comum que as empresas se perguntem: afinal, qual é o melhor parceiro para o meu negócio? Acreditamos que um bom primeiro passo para responder essa questão é conhecer os diferentes modelos de agência que existem no mercado atualmente. Por isso, reunimos os principais neste artigo. Continue a leitura para descobrir quais são!

Conheça 15 modelos de agência disponíveis no mercado atualmente

1. Agência de publicidade

As agências de publicidade são o modelo mais tradicional dessa lista. No mercado desde o século XVIII, elas servem como agentes (daí a origem do nome) entre os clientes e os veículos de comunicação, fazendo planejamento, criação, compra de mídia e execução de campanhas publicitárias. 

O foco das agências de publicidade são empresas que desejam anunciar em canais mais tradicionais, como TV, jornal e revista. Esses parceiros de negócio ficam responsáveis por alocar da melhor maneira as verbas publicitárias dos clientes, criando peças e selecionando os melhores veículos para divulgá-las.

2. Agência de comunicação

Os termos “agência de publicidade” e “agência de comunicação” são algumas vezes usados como sinônimos. Mas cuidado, pois existe uma diferença considerável entre os serviços oferecidos por esses dois modelos de agência.

Enquanto a agência de publicidade foca em desenvolver campanhas e fazer a intermediação entre os clientes e os veículos midiáticos, o escopo de atuação da agência de comunicação é mais amplo.

Além das campanhas publicitárias, uma agência de comunicação cuida de outras frentes, como gestão da marca, relações públicas e comunicação interna da empresa. Dessa forma, não só esse modelo de agência ajuda a divulgar seus produtos ou serviços como também auxilia sua empresa a se relacionar melhor com a mídia e com o público externo e interno.

3. Agência full service

Uma agência full service é aquela que desenvolve todas as etapas de uma estratégia de marketing, do planejamento até a análise. 

Também chamadas de agências 360, elas combinam serviços digitais e offline de maneira ampla e integrada, incluindo desenvolvimento de site, produção de conteúdo, publicações nas redes sociais e criação de anúncios.

Além disso, entregam o que as agências de comunicação de publicidade fazem, como anúncios em canais mais tradicionais, relações públicas, comunicação interna e gestão de marca. 

4. Agência in-house

Uma agência in-house é aquela que trabalha para um único cliente, ficando alocada dentro da própria empresa que atende. Ela pode formar um departamento da empresa, com autonomia para levar adiante os próprios projetos de marketing. 

No entanto, vale destacar que a contratação de agências não acaba com a adoção do modelo in-house. A própria agência in-house pode contar com parceiros de negócio para auxiliá-la em demandas específicas.

As agências in-house são mais facilmente encontradas em grandes negócios, que possuem orçamento robusto, já que custam mais caro em comparação com outros modelos. No Brasil, o Nubank é um exemplo de empresa que adota o formato.

5. Agência de relações públicas

As agências de relações públicas fazem com que os clientes transmitam para o público externo e interno a mensagem que desejam.

Também chamada de RP ou PR (do inglês public relations), esse modelo de agência cuida da construção de relações de benefício mútuo entre empresas e seus públicos, partindo do princípio de que, para obter sucesso, é preciso ter uma boa reputação. 

Para isso, as agências focadas na estratégia montam planos de comunicação, cuidam de redes sociais, fazem gerenciamento de crises, trabalham o relacionamento com a imprensa, buscam espaço em veículos de comunicação. Embora essas duas últimas tarefas sejam especialidade das assessorias de imprensa, podem também ser abarcadas pelas agências de RP.

6. Agência de marketing digital

Especializadas em marketing na internet, as agências de marketing digital são focadas nos canais online, deixando de lado as estratégias mais tradicionais. O trabalho é abrangente, envolvendo desde a parte mais criativa até a mais técnica.

Uma agência de marketing digital ajuda a construir a presença digital do cliente partindo do zero: cria site, blog e perfis nas redes sociais, faz planejamento, define personas, alimenta os diferentes canais com conteúdos, envia mensagens de email marketing, cria anúncios. A lista de possibilidades do marketing digital é longa e assim também é a lista de serviços oferecida por uma agência desse tipo.

Outra ação estratégica de uma agência de marketing digital é a análise de resultados, já que, na internet, ao contrário dos canais tradicionais, tudo pode ser mensurado.

7. Agência de Inbound Marketing

A agência de Inbound Marketing é muitas vezes confundida com a de marketing digital. Para diferenciá-las, vale entender o que distingue esses dois conceitos. 

O marketing digital é um conjunto de táticas que podem ser usadas para divulgar um negócio na internet, incluindo conteúdo, email, SEO, dentre outras ações. 

Já o Inbound Marketing é uma metodologia mais delimitada. Também chamado de marketing de atração, tem o objetivo de atrair e converter clientes de maneira orgânica, usando conteúdo. A ideia é que a empresa não vá atrás dos clientes, e sim que o público-alvo vá até o negócio. Para isso, é preciso seguir uma série de etapas: atrair, converter, relacionar, vender e analisar.

A agência de Inbound Marketing define a estratégia de criação e divulgação dos conteúdos e pode, ela mesma, realizar a produção, ou contar com outra agência parceira responsável por essa parte. Depois, distribui esses materiais em diferentes canais. Tudo isso é feito usando ferramentas adequadas, como um software de automação de marketing.

8. Agência de conteúdo

Como o nome sugere, a agência de conteúdo foca na produção de materiais de formatos diversos, como ebooks, blogposts e infográficos. 

O marketing de conteúdo é uma das estratégias mais importantes do marketing digital. Por isso, há agências que focam especificamente nesse pilar, para desenvolvê-lo da melhor maneira possível.

A atuação da agência começa nessa etapa da estratégia, entendendo quais temas e formatos fazem mais sentido para o público-alvo de cada negócio — além do post de blog, o mais conhecido, há outras possibilidades, como ebooks, planilhas, vídeos e podcasts, só para citar algumas.

Depois, vem a produção de fato. E a agência pode oferecer ainda a análise de resultados dos materiais publicados. 

9. Agência de SEO

As agências de SEO (search engine optimization, ou otimização para os mecanismos de busca) ajudam empresas a ranquear suas páginas entre os primeiros resultados do Google, para que sejam encontradas pelo público-alvo e a empresa seja vista como autoridade em seu mercado de atuação.

Para fazer um SEO que dê resultados, é preciso, além de ter conteúdo otimizado e de qualidade, atentar para outros fatores de ranqueamento, como autoridade de domínio, relevância dos links e design responsivo. É necessário, ainda, ficar atento às atualizações de algoritmo implementadas com frequência pelo Google.

É aí que entra o trabalho de uma agência SEO. Esse parceiro de negócios pode atuar tanto no planejamento, produção e análise de conteúdos otimizados quanto melhorar aqueles que a sua equipe interna produz, além de fazer melhorias no site que contribuem para o ranqueamento das suas páginas.

10. Agência de mídia paga

Uma agência de mídia paga planeja, executa e monitora os resultados de campanhas de anúncios pagos, conforme os objetivos dos clientes e o orçamento disponível. 

Os anúncios podem ser feitos em diversos formatos e veiculados em vários canais, como redes sociais e página de resultados do Google. O trabalho de uma agência é importante porque cada plataforma tem diversas especificidades. Contar com a ajuda de especialistas evita o desperdício de dinheiro.

11. Agência de design

Uma identidade visual bem definida é fundamental para que uma empresa seja facilmente reconhecida pelo público. Porém, nem todo negócio pode contar com uma equipe de designers para dar conta desse trabalho em todos os canais em que está presente. 

É aí que entra o trabalho de uma agência de design, que é focada em criar peças e materiais conforme a identidade visual da empresa. Esse parceiro de negócio pode, também, atuar na criação dessa identidade visual, além de auxiliar em melhorias na usabilidade e responsividade do site, adaptando-o para diferentes dispositivos.

12. Agência de audiovisual

Cada vez mais popular entre os consumidores, o formato de vídeo é também uma oportunidade de empresas se aproximarem do público por meio de conteúdos audiovisuais relevantes e interessantes. O problema é que desenvolver materiais em vídeo não é algo acessível para todo negócio, já que requer equipamentos e profissionais especializados.

Felizmente, é possível contar com agências de audiovisual, que são especializadas na criação de conteúdo em vídeo, abrangendo desde o roteiro até a publicação, passando pelas gravações e pela edição das imagens.

13. Agência de social media

Hoje, são muitas as redes sociais disponíveis. Do mais tradicional Facebook ao sucesso recente do TikTok, em quais delas o seu negócio deve estar presente? É preciso criar um perfil em todas?

Uma agência de mídias sociais define as plataformas que fazem sentido para cada empresa, faz o planejamento de conteúdo a ser publicado, organiza a frequência das publicações e cuida do atendimento, tirando dúvidas de clientes em potencial, solucionando problemas dos consumidores e gerindo crises. Também analisa os resultados obtidos nesses canais.

14. Agência de influenciadores

Cada vez mais as empresas têm aproveitado a audiência e a credibilidade de influenciadores para divulgar seus produtos e serviços.

Esse tipo de parceria é uma boa maneira de melhorar o alcance de campanhas e trazer mais credibilidade para a marca, aproximando-a do consumidor. E, seguindo essa tendência, já existem agências e plataformas que fazem a ponte entre empresas e esses influenciadores.

Esse tipo de agência cataloga influenciadores, usando plataformas que permitem analisar o desempenho das redes sociais deles. Também conecta a empresa e o influencer, auxiliando o negócio a escolher uma pessoa que trará resultados para a campanha. Além disso, ajuda a medir os resultados dessa estratégia.

15. Agência de branding

A agência de branding é responsável por desenvolver o processo de branding da empresa. Isso quer dizer que ajuda a consolidar a marca no mercado, por meio de um conjunto de técnicas.

Um processo de branding inclui definição do nome, imagens e ideias associadas à marca, como logo e slogan, dentre outros elementos de identidade visual. O objetivo é transmitir a imagem certa do seu negócio e aumentar o valor da sua marca.

Acesse nosso guia completo de agências

Esses não são os únicos modelos de agências que existem no mercado. Você pode conhecer outros no guia completo que a B.done preparou. No material, você descobrirá os principais tipos, os mercados que atendem e quais são os benefícios dos modelos de agências mais conhecidos atualmente.

Além disso, você também encontra dicas para escolher a agência ideal para ajudar o seu negócio a obter os melhores resultados. Faça o download gratuito agora!

Veja também:  Ecommerce: por que contratar uma agência especializada pode fazer a diferença
Escrito por: