Entenda como funcionam os algoritmos das redes sociais

Não tem escapatória: se você tem perfis nas redes sociais e quer fazê-los crescer, em algum momento precisará pensar sobre algoritmos. 

Para os usuários, os algoritmos de plataformas como Instagram, Twitter e LinkedIn podem parecer inofensivos, auxiliando-os a receber os conteúdos mais relevantes conforme seus interesses, sem ter que navegar por dezenas de publicações até encontrar aquelas que desejam visualizar. 

No entanto, para quem quer usar as redes sociais de maneira mais estratégica — caso de profissionais de marketing que trabalham em empresas e agências e dos influenciadores — entender o funcionamento dos algoritmos é essencial. 

A boa notícia é que, ao contrário do que muitos pensam, os algoritmos de redes sociais não são um mistério impossível de desvendar. Neste artigo, você vai aprender como eles funcionam e como aproveitá-los para que suas publicações sejam mostradas para mais pessoas. Confira!

O que são algoritmos de redes sociais?

Vamos começar pela definição de algoritmo.

No contexto das redes sociais, algoritmos são uma maneira de classificar as publicações no feed de um usuário, usando como critério a relevância ao invés de mostrá-las em ordem cronológica.

O objetivo do algoritmo é mostrar primeiro os conteúdos que o usuário tem mais probabilidade de querer ver. A decisão é tomada levando em consideração o comportamento individual dos usuários. Assim, as redes sociais podem mostrar com frequência os posts de amigos, familiares e empresas com as quais você interage mais.

Anteriormente, as postagens eram mostradas por data de publicação, da mais recente para a mais antiga. Algumas plataformas ainda permitem que o usuário escolha a ordem em que prefere ver os posts, caso do Twitter, por exemplo. 

Para que servem os algoritmos de redes sociais?

De acordo com a edição mais recente do infográfico Data Never Sleeps, lançado anualmente pela Domo, a cada minuto são postados 347 mil Stories no Instagram, 500 horas de vídeo no YouTube e 147 mil fotos no Facebook. 

Em meio a essa imensidão de conteúdos compartilhados o tempo todo, fica fácil concluir: é impossível acompanhar tudo, mesmo para quem segue poucas contas nas redes sociais. É aí que entram os algoritmos, que servem para entregar o que cada usuário deseja, deixando de fora os conteúdos irrelevantes para determinada pessoa. 

Porém, existe também a crença de que os algoritmos existem para forçar as marcas a impulsionarem suas publicações para que sejam mostradas para o público, fazendo com que as empresas detentoras das redes sociais lucrem cada vez mais. 

Pode parecer conspiração à primeira vista, mas, nos últimos anos, a priorização de publicações de amigos e familiares no feed do Facebook, por exemplo, levou muitos negócios a pagarem para que seus posts tenham maior alcance na rede social. 

De qualquer forma, o fato é que algoritmos existem e que as empresas que desejam obter resultados nas redes sociais precisam aprender a lidar com eles. É sobre isso que vamos falar no próximo tópico. 

Como os algoritmos das redes sociais funcionam?

Agora você já sabe o que são algoritmos e que seu objetivo primário é entregar conteúdo relevante aos usuários. 

Isso requer o uso de machine learning e ciência de dados, para analisar e classificar as publicações conforme os critérios definidos por cada rede social. 

Mas como saber quais são, exatamente? Algumas redes sociais são mais transparentes quanto a isso, outras menos. Abaixo, trazemos um resumo do algoritmo das principais plataformas:

Instagram

No início, o Instagram não tinha um algoritmo. Os usuários viam as publicações de todas as pessoas que seguiam, das mais recentes para as mais antigas.

Porém, mais tarde, a rede passou a ordenar os posts conforme o algoritmo, o que é feito até hoje. A ordem é determinada com base em critérios diversos, como a probabilidade de um usuário se interessar pelo conteúdo, a data da postagem e as interações prévias com a conta que fez a publicação.

Facebook

O Facebook deixa claro que prioriza conteúdos que suscitam conversas significativas, além de prejudicar publicações caça-cliques.

A rede social também favorece publicações de amigos e familiares, em detrimento daquelas de empresas. O engajamento, é claro, também conta, assim como o formato (a plataforma dá bastante destaques para vídeo) e o histórico de interações.

LinkedIn

No LinkedIn, o foco são as conexões profissionais. Para facilitar o networking, a rede social não prioriza tanto quanto outras redes a afinidade entre usuários, mas isso também é levado em consideração, ainda que em menor medida. 

Além disso, outros fatores considerados são a relevância do post, o engajamento e a utilidade. 

Twitter

Anteriormente, o Twitter entregava o conteúdo dos amigos para todos os usuários, mas hoje também tem seu algoritmo.

Por conta dos posts mais curtos, o alcance da rede costuma ser maior. Os fatores de ranqueamento também são diferentes, incluindo temas e formatos que o usuário costuma consumir e publicações que falam de assuntos em alta no momento — os Trending Topics, bem conhecidos de quem utiliza a plataforma.

Como usar os algoritmos das redes sociais a seu favor?

Acima, trouxemos um resumo de como funcionam os algoritmos de algumas das redes sociais mais usadas atualmente.

Porém, nenhuma plataforma compartilha totalmente os critérios que utiliza. Por isso, a melhor maneira de entender como os algoritmos funcionam é, além de ouvir o que as redes sociais dizem, fazer testes. 

A ideia é procurar entender como criar publicações que o algoritmo prioriza, encontrando um equilíbrio entre o que a rede social quer e o que é desejado pela sua audiência.

Abaixo, trazemos algumas dicas de como fazer isso:

Estimule o engajamento

Na maioria das redes sociais, o engajamento funciona como uma bola de neve. Quanto mais curtidas, comentários e compartilhamentos uma publicação recebe, mais ela é recompensada pelo algoritmo. Por isso, invista em obter esse tipo de interação dos seus seguidores.

Uma boa maneira de dar um empurrãozinho para que os usuários interajam com suas publicações é fazendo perguntas, por exemplo. Não espere que as pessoas curtam, comentem e compartilhem suas publicações por iniciativa próxima. Estimule-as a fazer isso!

Marque outras contas nas suas publicações 

Marcar outras contas nos seus posts serve como um convite para que a sua publicação seja compartilhada. Por isso, marque usuários ou outras marcas quando fizer sentido. 

Além disso, os posts de sorteio, em que se pede para marcar amigos nos comentários como pré-requisito para concorrer a prêmios, também são uma boa ideia para aumentar o alcance da sua publicação.

Use hashtags que façam sentido 

Nas redes sociais, hashtags servem para tornar o seu conteúdo pesquisável, indexando-o a um termo pelo qual os usuários podem ter interesse. O recurso pode ajudar a aumentar o alcance das suas publicações, mas é preciso usá-lo da maneira certa.

Em primeiro lugar, lembre-se de utilizar hashtags contextualizadas. Por exemplo, não vale fazer uma publicação com #tbt só porque esse é um termo popular se o que você compartilha não se encaixa no que a hashtag preconiza. 

Além disso, procure também usar uma quantidade pequena de hashtags, para o seu post não ser visto como spam. 

Poste na hora certa 

Muito se discute sobre qual é o melhor horário para publicar em uma rede social. 

Porém, não existe uma resposta exata para essa pergunta. O melhor horário é aquele em que os seus seguidores estão online. Por isso, é preciso fazer testes para descobrir o que funciona melhor com o seu público em cada rede social. 

Descubra qual é a frequência de publicação ideal 

A frequência ideal para publicar em cada rede social é outra questão frequente entre profissionais de marketing que buscam resultados nessas plataformas. Infelizmente, no entanto, também não há uma resposta exata para essa questão.

Em vez de quantidade, foque em ter uma presença consistente. Se fazer duas publicações por dia é muito para a sua empresa, faça só uma, mas certifique-se de manter uma frequência. Não publique 5 conteúdos em um dia e depois deixe a rede abandonada por uma semana, por exemplo. 

Por isso, aliás, é importante ter um calendário de publicações, que vai ajudar você a publicar regularmente em cada rede social. 

Invista no formato vídeo

Parece que o vídeo é uma tendência que veio para ficar nas redes sociais. Conteúdos audiovisuais publicados diretamente nas plataformas têm sido recompensados pelos algoritmos desses sites. 

O Facebook, por exemplo, já falou explicitamente sobre como marcas devem investir em conteúdos em vídeo para ter mais alcance.

Cuidado com links e legendas

Não faça publicações sem contexto. Simplesmente publicar um link sem uma legenda pode ser visto como spam pelas redes sociais, e é um ótimo caminho para que seu post não seja priorizado pelo algoritmo. 

O melhor é publicar links com uma imagem e uma legenda escrita com cuidado, pensando no seu público-alvo. O link deve servir mais como um Call-to-Action (ou, em português, chamada para ação) para o usuário clicar caso queira saber mais. 

Mas lembre-se: evite termos muito explícitos como “COMPRE AGORA!”. Não tem problema usar as redes sociais para vender, mas cuidado para que seu conteúdo não seja sinalizado como excessivamente vendedor.

Faça testes com diferentes tipos de conteúdo

Postar o mesmo formato de conteúdo sempre pode fazer com que seus seguidores percam o interesse, reduzindo o engajamento. 

Para evitar que isso aconteça, procure variar os formatos publicados. Alterne imagens, vídeos curtos e longos, conteúdos com ou sem links, publicações sem hashtag e outras com hashtag. Essa também é uma forma de fazer testes e entender o que faz mais sucesso com o público.

Meça a sua performance

Sem medir a sua performance, fica difícil saber como os algoritmos das redes sociais estão tratando os seus conteúdos. Por isso, a última dica é medir e analisar os resultados das suas publicações. 

As redes sociais já trazem diversos insights que podem ajudar a melhorar os seus resultados, mas você também pode contratar uma ferramenta que facilite essas análises.

Conte com um parceiro de negócio para obter mais resultados com suas redes sociais

Se a sua empresa investe tempo e esforço em redes sociais, mas ainda não obteve os resultados desejados, uma boa dica é contar com a ajuda de parceiros de negócios, como uma agência especializada no assunto.

Essa equipe pode ajudar o seu negócio a usar as redes sociais com sucesso, desde o planejamento até a análise, passando, é claro, pela execução.

Se você não sabe como encontrar a agência ideal para auxiliar sua empresa a implementar estratégias de redes sociais, saiba que pode contar com um parceiro nessa busca. É o caso da B.done, que conecta empresas que querem melhorar resultados de marketing e negócios às agências ideais para cada caso.

Quer saber como a sua marca pode conhecer seu próximo parceiro de marketing? Entre em contato com a gente aqui!

Entender como os algoritmos funcionam é essencial para quem quer ter uma presença consistente nas redes sociais. Esperamos que essas dicas ajudem o seu negócio a obter mais resultados por meio desses canais.

Compartilhar artigo

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on tumblr
Share on telegram

Escrito por:

Ariana Luz
Ariana Luz