estratégia-de-nicho-para-agencias

Estratégia de Nicho: Como a GSaúde estruturou a agência para atender clientes na área da Saúde

Afinal, se especializar em um nicho é ou não uma opção para as agências? Nosso entrevistado de hoje, o Dêmisson da Gsaúde conta como o porque decidiu especializar-se em um segmento.

Como já até comentamos por aqui, muito comumente agências de marketing nascem quando uma pessoa já com experiência em marketing e alguma expertise específica encontra uma oportunidade de mercado para vender esse conhecimento em formas de serviços. E assim, como qualquer outro negócio, uma agência de marketing precisa também definir suas diretrizes estratégicas de diferenciação.

Em um mercado tão competitivo como o de agências de marketing digital é fundamental diferenciar-se se alguma forma, e que mais comumente giram em torno de 3 pilares:

  • Custo: onde a agência opta por otimizar sua operação e oferecer preços mais competitivos;
  • Diferenciação: ligada aos atributos e serviços inovadores do portfólio e que no caso das agências costuma vir com um nível de personalização mais elevado, e, por último;
  • Nicho: quando a agência opta por especializar-se em determinado público alvo, que foi o caso da Gsaúde, nossa entrevistada da semana.

A GSaúde, agência de marketing focada em serviços para empresas na área da saúde, foi fundada em 2014 pelo Dêmisson Zasck, que durante todo esse tempo já atendeu mais de 400 clientes no segmento e conta com um time de mais de 20 especialistas em marketing para saúde.

Por isso, fomos bater um papo com o Dêmisson para entender um pouco mais sobre os benefícios de se estruturar como uma agência de nicho e especializar-se em um determinado segmento.

Animados?

Veja também:  Relações Públicas: como uma agência de PR pode ser estratégica para a sua empresa?

B.done: A escolha de construir uma agência para o nicho de saúde, foi por expertise ou por estratégia de negócio?

Dêmisson: A escolha em decidir abrir uma agência no nicho de saúde foi por estratégia de negócio, vi uma baita oportunidade no setor que não era atendida, principalmente por não existir empresas especializadas no segmento, o que implicava em muitas reclamações de clientes. Outro ponto é que o CFM regulamenta uma série de ações de marketing, e ninguém entendia muito bem. Então fomos aprender para ter esse conhecimento como diferencial.

B.done: Você enfrentou dificuldades para prospectar negócios no nicho da saúde ao longo da história da G-saúde?

Dêmisson: A Gsaúde sempre cresceu de forma orgânica e nos primeiros anos boa parte dos clientes vinham de indicação. Porém, quando a agência cresceu, depender apenas deste canal de aquisição se tornou insuficiente o que nos forçou a buscar novas possibilidades de prospecção, como, por exemplo, o inbound marketing. Tivemos – e ainda temos – dificuldades em encontrar parceiros que entendam bem o setor para prospectar mais oportunidades.

B.done: Atualmente, vocês somam o desenvolvimento de estratégias digitais de mais de 400 clínicas. O que essa experiência ensinou para vocês e qual a vantagem para uma empresa B2C do segmento de saúde tem ao contratar a G-saúde?

Dêmisson: A experiência nos trouxe não apenas especialização num determinado segmento para entender quais são os melhores caminhos nesse mercado como também foi fundamental para nos dar propriedade no desenvolvimento na nossa própria metodologia de trabalho.

E para esse segmento em específico é muito importante ter nosso trabalho bem desenhado e com entregáveis muito claras, porque isso garante ao cliente a segurança em contar com um parceiro que está no setor há uma década entregando soluções com rigor na aplicação da ética médica, que é cheia de limitações quanto ao processo de marketing e propaganda, e prover resultados reais para os nossos clientes.

Veja também:  Episódio 3: Crescer não é brincadeira

B.done: Como é a escolha e o desenvolvimento de profissionais de uma agência de nicho? Vocês têm alguns critérios específicos de seleção, ainda mais para a saúde, que possui diversas regras específicas falando de comunicação?

Dêmisson: Quando vamos contratar nossos profissionais, não exigimos que haja experiência prévia no setor da saúde. Isso porque nossa cultura é baseada em capacitação, e internamente vamos ensinar e garantir que ele seja treinando e aprenda todos os detalhes para um trabalho de marketing ético e dentro das regras do setor. Nosso foco está em recrutarmos um bom profissional de marketing generalista e a partir daí o transformamos em um profissional expert no nicho da saúde, a começar pela ética.

B.done: Quais os planos da G-saúde e como espera contribuir para os negócios desse segmento que foi tão afetado pela pandemia e que precisou passar por um rápido processo de digitalização?

Dêmisson: Mesmo vendo o mundo atravessar por grandes problemas em vários aspectos e reforçados pelo cenário da pandemia, somos muito otimistas em dizer que enxergamos nosso futuro com bons olhos. Nossas metas não foram afetadas com a crise que estamos passando. Aliás, para esse segmento em específico podemos dizer que a pandemia nos trouxe mais força, pois estamos cada vez mais sendo vistos como um serviço essencial para o setor, que depende cada vez mais da digitalização para continuar crescendo.

 

Veja também: Saiba como gerar oportunidades recorrentes para a sua agência? Conheça o Workshop  Canvas Outbound

 

Certamente, não existe caminho único para diferenciar uma agência digital, e o nosso bate-papo com o Dêmisson nos mostrou que esse é um dos caminhos que podem ser seguidos para geração de negócios e novas prospecções.

Importante ressaltar que, como vimos durante a entrevista, mesmo quando optamos por uma estratégia de nicho e nos tornamos conhecidos em um segmento, apenas depender de indicações e “boca-a-boca” não é suficiente para crescer e alavancar a agência.

É preciso ter estratégia na estruturação dos processos comerciais e a geração de cases de sucesso dentro de determinado segmento é uma ferramenta poderosa para dar a chancela de que a sua agência sabe e conhece os melhores caminhos para gerar resultados para os seus clientes.

Quer saber mais como a sua agência pode otimizar sua inteligência comercial e aumentar suas oportunidades de vendas? Você pode começar um bate-papo aqui conosco. Que tal?

Escrito por: