Entenda a importância das métricas nas redes sociais e descubra quais devem ser acompanhadas

Você sabe o que são métricas de redes sociais e por que é importante acompanhá-las?

Para quem trabalha na área, as métricas são uma oportunidade de demonstrar o valor do trabalho realizado. Já para as empresas que investem nesse canal, servem para entender se a estratégia está trazendo resultados ou se é apenas uma fonte de custos, permitindo tomar decisões com base em dados.

Neste artigo, falaremos sobre o que são métricas de redes sociais, por que são importantes e quais você deve acompanhar. Vamos lá?

O que são métricas de redes sociais?

Uma métrica de rede social é uma medida quantificável que serve para analisar os resultados das suas ações em plataformas como Instagram, Facebook e LinkedIn. É com base nas métricas que você pode avaliar se as suas campanhas e publicações nesses sites estão sendo bem-sucedidas.

É importante dizer que não existe uma receita pronta sobre quais métricas seguir. Isso vai depender dos seus objetivos de negócio.

Vamos a um exemplo prático: imagine que o objetivo da sua empresa no momento seja aumentar as conversões nos diversos canais utilizados, incluindo as redes sociais. A partir disso, é possível identificar quais métricas medir e em qual período de tempo. Por exemplo, aumentar as conversões de redes sociais em 15% em um período de 6 meses.

Para dar conta desse objetivo, a empresa pode determinar que vai criar campanhas com anúncios e influenciadores e medir a taxa de conversão dessas publicações.

Por que as métricas de redes sociais são importantes?

As métricas de redes sociais são importantes porque permitem provar o sucesso de uma campanha ou estratégia e entender o impacto desse canal na empresa. Os dados também auxiliam na tomada de decisões, que se tornam mais embasadas.

Atualmente, as redes sociais são parte importante de qualquer estratégia de marketing digital. As plataformas variam conforme os objetivos de cada empresa, mas é certo que a maioria dos negócios precisam estar presentes em pelo menos alguma delas. 

Por meio de sites como Instagram, LinkedIn e Facebook, só para citar os mais utilizados, é possível comunicar-se com quem se interessa pelos seus produtos ou serviços. E, como outras partes da estratégia de marketing digital, o trabalho feito nas redes sociais também exige métricas, que permitirão saber se os seus objetivos foram ou não alcançados.

As métricas de redes sociais também auxiliam a saber mais sobre a sua audiência. É possível descobrir por quais tipos de conteúdo e em quais tópicos essas pessoas estão mais interessadas, ajustando suas campanhas, caso necessário.

Quais métricas de redes sociais acompanhar?

Número de seguidores, engajamento, conversão… Afinal, o que medir? Quais métricas são importantes para o meu negócio?

Como falamos, essa resposta é complexa, podendo variar de empresa para empresa. Cada plataforma de redes sociais possui uma ferramenta de análise. Em algumas, pode ser preciso ter uma conta de negócios para visualizar os dados.

Os negócios que estão começando a investir em redes sociais e contam com um orçamento baixo podem usar essas ferramentas nativas para começar. Para os que já estão em um nível mais avançado, porém, pode ser uma boa ideia investir em uma plataforma de social media, que capta e organiza dados oriundos de diferentes sites, gerando relatórios automaticamente.

Se você não tem uma equipe grande o suficiente para cuidar das redes sociais da criação à análise de resultados, contar com o auxílio de uma agência terceirizada, especializada em redes sociais, também pode ser útil. Mas, sobre isso, falaremos mais adiante.

Abaixo, veja algumas das principais métricas que você deve acompanhar na sua empresa:

Métricas de engajamento

A taxa de engajamento é uma métrica usada para avaliar o quanto a sua audiência se envolve ativamente com o seu conteúdo. O engajamento se dá, normalmente, por meio de curtidas, comentários e compartilhamentos. Todas as plataformas oferecem algum tipo de métrica de engajamento, que costuma ser uma soma de interações como essas que citamos. 

Ter uma alta taxa de engajamento é um ótimo sinal: indica que sua audiência é verdadeira e que se interessa pelos conteúdos que você publica. Como muitas métricas, no entanto, olhar somente para o engajamento pode não trazer o contexto de que você precisa para tomar decisões para a sua estratégia. Definir uma combinação de métricas é uma maneira melhor de entender o que pode ser melhorado no seu trabalho.

Impressões e alcance

Impressões e alcance são outros termos bem conhecidos quando o assunto são métricas nas redes sociais. Se o seu objetivo é aumentar o brand awareness nesses canais, não deixe de observá-las. 

Porém, cuidado para não confundir os dois termos. Impressão é quantas vezes uma publicação apareceu na timeline dos usuários. Já o alcance considera os usuários únicos que viram a publicação, ou seja, se você viu um mesmo post duas, três ou mais vezes, será considerado somente uma delas.

Enquanto as impressões podem dizer muito sobre o potencial que o seu conteúdo tem de obter visibilidade, é importante olhar outras métricas para ter um contexto mais completo.

Por exemplo, se você deseja aumentar o brand awareness, mas também educar sua audiência, uma boa ideia pode ser olhar para uma combinação de impressões e engajamento. Se uma publicação tem muitas impressões, mas baixo engajamento, pode ser que não seja interessante o suficiente a ponto de os usuários interagirem com ela. 

Share of Voice

Outra métrica bastante interessante é o Share of Voice (SOV), que mostra o quão visível uma marca é nas redes sociais. A ideia é comparar-se com os concorrentes para entender o seu poder de alcance no mercado. A métrica vem do meio offline, mas pode ser medida facilmente na internet.

Para medir o Share of Voice nas redes sociais, é preciso contar com uma ferramenta de monitoramento. Nela, você configura menções a sua marca, produtos e outras palavras-chave relevantes nas principais plataformas, e faz o mesmo com os concorrentes, para poder comparar.

O acompanhamento do Share of Voice deve ser feito de forma contínua, conforme o benchmarking dos concorrentes. Lembre-se: campanhas vêm e vão, mas a sua marca continua. 

A menos que você seja a única empresa no seu mercado de atuação, nem sempre será possível manter o maior Share of Voice. Mas, por meio do acompanhamento, você pode observar flutuações e procurar descobrir o que contribui para essas mudanças.

Tráfego de referência e conversões

Essas são métricas mais úteis para plataformas de ecommerce, mas também servem para negócios que têm um site e querem medir resultados. O tráfego de referência e as conversões ajudam a medir os objetivos de marketing e vendas, e também do negócio com um todo. 

Referência é como um usuário chega ao seu site ou ecommerce. É comum que a métrica seja dividida entre fontes de tráfego. As redes sociais estão entre elas. 

Já as conversões ocorrem quando alguém compra um item do seu site. Uma conversão social quer dizer que o usuário visitou uma rede social e fez a aquisição na mesma visita.

A ideia é medir quem chegou a sua loja ou site a partir de um link incluído em redes sociais, blog e outros canais. Para isso, é preciso usar UTM, um parâmetro adicionado ao final das URLs que serve para entender o ponto de contato dos usuários com determinado link. O acompanhamento costuma ser feito por meio de uma ferramenta de análise, como o Google Analytics.

Taxa de cliques

De mãos dadas com o tráfego de referência e as conversões, temos o click-through rate, ou CTR. 

Também conhecida em português como taxa de cliques, a métrica consiste na proporção da frequência com que os usuários que visualizam um anúncio clicam nele. 

Para obtê-lo, basta calcular a quantidade de cliques recebida por um anúncio e dividi-la pelo número de vezes que ele foi exibido (ou seja, as impressões, de que já falamos anteriormente). 

Se o CTR está alto, é um bom sinal, pois quer dizer que os usuários consideram seus posts úteis. Mas o que é um CTR alto? A resposta para essa pergunta vai depender do seu segmento de atuação. Por isso, procure benchmarks do seu mercado para monitorar seus conteúdos de acordo com eles.

Além dos anúncios de redes sociais, também dá para medir o CTR de botões de Call-to-Action, links em emails e landing pages, elementos do site (como botões e imagens), dentre outros.

Métricas de atendimento

Como está a experiência dos seus clientes com a sua marca? E nas redes sociais, eles estão sendo bem atendidos? Alguém está medindo o trabalho da pessoa responsável por responder as mensagens nesse canal?

Até aqui, olhamos para métricas que ajudam a medir a performance de conteúdos e de perfis nas redes sociais. Porém, cada vez mais, essas plataformas se consolidam como canais de atendimento, por meio dos quais é possível tirar dúvidas, receber feedbacks dos clientes e resolver suas dificuldades.

É aqui que entram métricas como taxa de resposta e tempo de resposta. Por meio delas, é possível saber o quão rápido o seu time responde a mensagens importantes e quantas dúvidas estão sendo realmente solucionadas. Se mais de uma pessoa usa a mesma conta para fazer os atendimentos, é importante medir essas taxas individualmente.

Para fazer a mensuração, o melhor é contar com uma ferramenta específica, que captura e organiza os dados em formato de relatório.

Como medir as métricas nas redes sociais na prática?

Se você leu até aqui, já sabe o que são, qual a importância e quais métricas nas redes sociais devem ser observadas. 

Procuramos falar sobre as principais, mas é claro que, além delas, existem outras que podem ser interessantes para o seu negócio. A ideia é escolher as melhores para ter uma visão completa da sua performance nas redes sociais. Com o tempo e com novos objetivos de negócio, elas podem ser adaptadas para continuarem relevantes para a sua empresa.

Porém, você pode estar se perguntando: afinal, como colocar a estratégia em prática? É só contratar uma ferramenta e fazer tudo sozinho? Preciso de uma equipe interna, ou posso terceirizar esse trabalho?

Aqui, há diversas opções. É possível contratar uma equipe interna, que conheça bem os seus objetivos de negócio. O problema é que, nesse modelo, é necessário fazer diversas contratações, o que pode sair mais caro. 

Outra possibilidade é terceirizar as ações, contratando uma agência. Nesse formato, você tem acesso a um time de especialistas e às ferramentas necessárias, economizando dinheiro. 

Existe, ainda, um modelo híbrido, em que a empresa tem uma equipe interna enxuta e conta com a agência para dar vazão às ações. Dessa forma, é possível organizar o fluxo de trabalho de forma eficaz, com a equipe interna garantindo a qualidade das entregas da agência enquanto esses parceiros cuidam dos canais que você resolveu terceirizar, como as redes sociais. 

Encontre agora uma agência parceira para acompanhar os resultados das suas redes sociais

Se você quer começar a acompanhar métricas nas redes sociais, mas não sabe por onde começar, uma boa dica é contar com a ajuda de um parceiro de negócio, como uma agência, que conta com profissionais especializados no assunto. 

Essa equipe vai ajudar o seu negócio a acompanhar os números mais importantes. Além da análise, uma agência focada em redes sociais pode ser o seu braço direito para colocar a estratégia em prática nesses canais, do planejamento à execução.

Se você não sabe como encontrar a agência ideal para auxiliar sua empresa, saiba que pode contar com um parceiro nessa busca. É o caso da B.done, que conecta empresas que querem melhorar resultados de marketing e negócios às agências ideais para cada caso.

Quer saber como a sua marca pode conhecer seu próximo parceiro de marketing? Entre em contato com a gente aqui!

Compartilhar artigo

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on tumblr
Share on telegram

Escrito por:

Ariana Luz
Ariana Luz