Rumo Marketing: a importância de contratar uma agência que entende o mercado local

Santo de casa faz milagre? Nós acreditamos que sim! Na entrevista dessa semana, falamos sobre porquê é estratégico contratar uma agência de marketing local para trabalhar com as particularidades das marcas.

Quando falamos do mercado digital e onde encontrar agências de marketing que vão ter fit com o nosso negócio, inevitável não pensar nos grandes centros urbanos, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Não é pra menos: regiões geográficas com maior densidade demográfica naturalmente são berço de muito negócios, ambiente propício para muito oferta, e também para muita demanda. E quando falamos especificamente de São Paulo, falamos do centro financeiro do país. Ou seja, um lugar que respira negócios, ou, como dizem por aí: “onde tudo acontece”.

Mas eu sei e sei que você também sabe que o Brasil é muito maior que os grandes centros e temos um mundo de coisas acontecendo de norte a sul do nosso país. E felizmente, nós aqui na B.done tivemos a oportunidade de rodar o Brasilzão em eventos de marketing digital e conhecer dezenas de agências que estão fazendo acontecer em suas regiões. É o caso da Rumo Marketing, agência localizada em Manaus.

Entretanto, para essas agências, gerar negócios fora dos grandes centros possui um grau de dificuldade a mais: é comum que algumas marcas estejam num estado de maturidade digital ainda iniciante, e que precisa vir acompanhado de educação de mercado. Essas marcas tendem a achar também que o que vem de fora pode ser mais “profissional”, ou como o ditado diz… santo de casa não faz milagre.

Mas nós não só não compramos essa ideia como também entendemos que encontrar uma agência que conheça o mercado faz muito a diferença. E para falar um pouco dessa experiência, convidamos o Luiz Eduardo Leal, CEO da Rumo Marketing, agência que trabalha com estratégia e marketing de performance. Prontos pra mais esse bate-papo?

 

contratar-agencia-local

Luiz Eduardo Leal, da Rumo Marketing, conta sobre as peculiaridades de contratar agencias locais.

B.done: Quais os principais desafios de negócio de uma agência fora dos grandes centros?

Luiz: Existem vários, mas para mim, quando você está falando de começar a empreender em um negócio que trabalha com inovação, marketing, negócios e até a transformação digital, é necessário ir “beber da fonte”. Ou seja, sabemos que seria necessário buscar fora da região Norte. Nesse caso, sem dúvida, tivemos que acessar os grandes centros para estudar, participar de eventos e ver de perto o que poderíamos oferecer aqui. E aí não tem jeito, São Paulo está há 3h30 de Manaus, mas estamos há 5 horas de Miami. Esse esforço do aprendizado exige tempo, investimento, estudo e esforço e sem dúvida foi uma dos grandes desafios que enfrentamos todos os dias.

B.done: Como a Rumo Marketing contribuiu e contribui para o amadurecimento digital das empresas e dos profissionais de marketing em Manaus?

Luiz: Nós nascemos com o propósito de que as pessoas e as empresas deem o próximo passo. Diante disso, percebemos que para dar o próximo passo, elas precisariam de conhecimento. Então o que nós fazemos é um investimento anual em uma imersão fora de Manaus, seja através de cursos ou da participação em eventos, para trazer o conhecimento para dentro de casa e assim capacitar ainda mais o nosso time, mas também para compartilhar com a nossa comunidade local. Exemplo disso é o Encontro Manaura de Marketing Digital que está indo para a sua quinta edição em 2021.

B.done: Existe uma cultura das empresas em Manaus buscarem agências em grandes centros, como São Paulo ou Rio, por exemplo? Há algum perfil específico de empresas ou de serviços nestas escolhas?

Luiz: As empresas do Amazonas ainda estão buscando agências para fazer construção de conteúdo para redes sociais. É um mercado que já foi bem explorado. Contudo, com a pandemia e necessidade de retorno financeiro, os empresários despertaram para a necessidade de Redes Sociais darem resultado em vendas. Se conta nos dedos as agências que têm esse foco aqui na região. Quem oferecer isso, tem um diferencial de mercado amazonense.

B.done: O que uma empresa ganha ao contratar uma agência local? 

Luiz: Quando falamos de empresas mais tradicionais, geralmente o processo de negociação vem acompanhado da necessidade do “cara a cara” o que nos permite estar próximo do nosso cliente de uma forma que agências de fora não estão.

Mas outro ponto, talvez mais crucial que a presença física, é que cada região tem suas peculiaridades culturais, algo que não dá pra negar. E quando falamos dessas peculiaridades, na Amazônia temos diferenças gigantescas. Um delas, por exemplo, é a nossa própria expressão cultural através do boi-bumbá super forte aqui em Manaus. Só que quando você vai alguns quilômetros ao norte, já encontra uma cultura muito diferente, e se vai ao sul é ainda mais diferente. E obviamente essas questões se estendem no âmbito dos negócios também. E se um único estado já assimila tantas variações culturais, quando comparamos com o resto do Brasil elas só aumentam.

Meu ponto com isso é que, certamente entender dessa realidade, poder estar próximo, fazer parte do dia-a-dia do cliente faz muita diferença nos serviços e resultados que oferecemos. Uma agência de fora que não conheça essas peculiaridades muito provavelmente não terá, na maioria das vezes, a sensibilidade necessária para ajudar a empresa a conectar-se com o seu público. Então esse sem dúvida é um dos maiores diferenciais que conseguimos oferecer aos nossos clientes.

Um exemplo disso é quando respiramos o negócio de um dos nosso clientes como o Literatus (cursos técnicos), que chegamos ao ponto de entender o fluxo diário de transporte que esse cliente faz para pensarmos em campanhas off.

B.done: Quais os principais serviços que marcas locais têm buscado para construírem suas estratégias de marketing?

Luiz: No mercado local que trabalhamos – Manaus e região – as marcas vêm em sua maioria buscar serviços para o Instagram, o que geralmente se traduz em “posts” na visão deles. Aqui é onde temos o desafio para explicar e demonstrar como o serviço de marketing digital vai muito além de postagens de Instagram, e que o que eles costumam ver como posts, na verdade, são apenas uma parte de toda uma estratégia integrada de marketing.

Então é aqui que a gente mostra que antes de fazer qualquer tipo de marketing é extremamente importante olhar primeiro para dentro de casa. Eu costumo dizer que o que a gente mais vê por aí são as empresas fazendo a “melhoria do cocô” (risos). Calma, eu explico! Sabe quando a marca tem um conteúdo que tá um cocô? Aí vem a agência de marketing e coloca um perfume e deixa um cocô cheiroso. Mas a partir do momento que alguém pisa nele (ou seja, olha com mais detalhe para empresa), percebe que o perfume era superficial.

Nosso papel é imergir nestas empresas, olhar no detalhe da mensagem, da estratégia e dos objetivos de negócio, para aí sim oferecer um serviço de marketing alinhado com os objetivos do cliente. Mas esse é um trabalho de educação, nem sempre é algo evidente para as marcas.

B.done: Qual a estratégia da Rumo para construir oportunidades recorrentes de negócios locais?

Luiz: Uma das coisas que nós estamos estudando muito nos últimos 8 anos é o ecossistema de startups para entender um pouco mais como ele funciona, para trazer esses conceitos para dentro das empresas que ainda estão distantes desse processo de transformação digital. E eu posso dizer que a gente tem tido um imenso sucesso.

Participamos de eventos como Startup Weekend, seja como participantes ou mentores. Além disso, participamos de jornadas de empreendedorismo, e esses aprendizados que temos são colocados em prática em forma de ações nas estratégias que oferecemos aos clientes.

Hoje ajudamos as empresas a entender e colocar em prática conceitos de MVP, Business Model Canvas, e outros frameworks que já estão difundidos no ambiente tech, e que sem dúvidas, agregam muito no processo de transformação digital dos nossos clientes, além de nos ajudar a trazer resultados rápidos.

Aliás, adotar o conceito de MVP é justamente o que está nos ajudando com os nossos clientes durante a pandemia, afinal de contas vimos a necessidade de testar muitas coisas em um cenário inesperado para conseguir manter o nosso nível de entrega e resultados. E foi assim que conseguimos ajudar nosso maior cliente aumentar as 3x as vendas nesse momento tão turbulento!

Como sempre reforçamos por aqui, podemos adotar frames e boas práticas, mas negócios no fim do dia são hipóteses, testes e melhorias. E a Rumo nos mostrou que o caminho é por aí mesmo. Quem diria que a combinação de conceitos que vemos em empresas tech e que nascem digitais poderiam ser adequadas tão bem aos clientes da agência que hoje vão do segmento de alimentação até o automobilístico.

A inovação e a diferenciação sem dúvida vem da mescla de diferentes conceitos e da sua aplicação em cenários variados. Aliás, como diria Lavoisier: “nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.”

Quer encontrar a agência que vai ajudar a sua marca a transformar a sua relação com o seu mercado e entender tão bem das suas necessidades como a Rumo tem feito com os clientes dela? Você pode conhecer nossos serviços ou começar agora mesmo um bate-papo conosco!

Compartilhar artigo

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on tumblr
Share on telegram

Escrito por:

Débora Brauhardt
Débora Brauhardt
Especialista em Gestão da Criatividade e Inovação e mais de 12 anos de carreira em estratégias de negócios, marketing, customer success, gestão e internacionalização em empresas como Parque Tecnológico Itaipu, Resultados Digitais e Octadesk.