Três etapas para decifrar o código de marketing da Geração Z

À medida que a Geração Z cresce, os profissionais de marketing se concentram com obstinada determinação em entender o que faz funcionar essa primeira geração digital, que influencia a cultura em geral.

A Geração Z deverá representar quase um terço da população até 2030 e tem hoje aproximadamente 360 ​​mil milhões de dólares em rendimento disponível. A idade média é de 18 anos, com o mais velho em torno de 26. Enquanto isso, o CMO médio tem 54 anos , então, naturalmente, há uma lacuna geracional para os tomadores de decisão que se esforçam para compreender as necessidades, aspirações e preferências da Geração Z.

Para isso, o Canva embarcou num projeto de investigação para compreender melhor as oportunidades econômicas que o conteúdo visual oferece às marcas. Ao longo do caminho, encontramos alguns insights interessantes sobre como a Geração Z gosta de consumir e compartilhar conteúdo. Com esses aprendizados e outras pesquisas disponíveis em mente, aqui estão três chaves para CMOs que se esforçam para decifrar o código da Geração Z.

Comunique-se visualmente

Mais do que qualquer outra geração, a comunicação visual é uma segunda natureza para a Geração Z. De memes a vídeos, de quadros brancos digitais a GIFs, a moeda na qual a Geração Z se comunica, tanto pessoal quanto profissionalmente, é visual. Essa verdade oferece pistas críticas para os profissionais de marketing que trabalham para garantir que as marcas tenham ressonância com eles. Com uma média de mais de quatro horas diárias em aplicações sociais – todas dominadas pela criação e partilha visual, não é surpresa que o nosso relatório tenha descoberto que 93% dos “demonstradores” acreditam que a comunicação visual os ajuda a articular melhor as ideias.

Veja também:  Guia completo para impulsionar vendas B2B

Uma coisa é reconhecer isso, mas outra totalmente diferente é abraçá-lo. E os profissionais de marketing devem aproveitar de todo o coração a comunicação visual para criar estratégias de vendas, marketing e contratação que se destaquem de nossos concorrentes, seja na categoria ou em muitas outras que simplesmente disputam a atenção do grupo.

Talvez não seja nenhuma surpresa que a Geração Z seja a primeira geração do Instagram – mas essa verdade se aplica no trabalho e no lazer. Descobrimos que 82% dos líderes empresariais do grupo usam o Instagram para marketing para clientes em potencial, o que é muito maior do que a geração Y (56%), a geração X (52%) e os baby boomers (50%). Também ressaltando a proficiência digital da Geração Z, 41% dos entrevistados usam quadros brancos digitais várias vezes diariamente. Para capturar os corações e mentes da Geração Z, use recursos visuais, não texto.

Seja autêntico

Embora isto seja verdade para qualquer geração, é particularmente verdade quando se trata de marketing para a Geração Z, onde as marcas que tentam envolvê-los devem apostar na transparência, honestidade e consistência. Os CMOs devem garantir que as suas marcas sejam sinceras sobre os seus valores e missão, evitando falsas alegações ou ocultando informações dos seus clientes. Embora isso talvez deva ser desnecessário dizer, nem sempre acontece.

A parceria com criadores relevantes para a marca é um caminho claro para a autenticidade voltada para a Geração Z. Considere que os criadores são 3,5 vezes mais influentes para os consumidores da Geração Z do que os anúncios nas redes sociais. Faz sentido que este grupo se identifique com os criadores, já que hoje em dia quase todos os jovens são, essencialmente, criadores em aplicações de redes sociais como TikTok, Instagram, YouTube e Snapchat. Ao mesmo tempo, os CMOs devem colaborar com criadores que compartilhem valores semelhantes aos da sua marca, deixando o criador falar a linguagem desta geração enquanto apresenta os produtos de forma autêntica.

Veja também:  5 habilidades de marketing que você deve desenvolver

Para manter a autenticidade que ressoa na Geração Z, a consistência da marca é fundamental. Portanto, os CMOs precisam de uma “bíblia da marca”, um “kit de marca” ou um recurso que vá além do status quo e defina e promova diretrizes de comunicação visual para evitar inconsistências.

Mobilize entre plataformas

Claro, há uma abundância de plataformas visuais e a Geração Z usa mais canais digitais do que cada geração anterior. O marketing para eles exige ferramentas sofisticadas para dimensionar o conteúdo visual em um cenário fragmentado. Eu sei que isso pode parecer um desafio difícil, mas existem muitas maneiras e ferramentas para operacionalizar campanhas multiplataforma, mesmo para aqueles profissionais de marketing que geram quantidades astronômicas de conteúdo. Vale a pena notar que os especialistas prevêem que o mercado de comércio social valerá 7,07 biliões de dólares até 2030.

Em última análise, a comunicação visual, a transparência, a autenticidade e a consistência são oportunidades para construir a relevância da sua marca com a Geração Z, oferecendo credibilidade e conexão que podem inspirar lealdade nos próximos anos.

Fonte: Forbes | Zach Kitschke é o CMO do Canva

Traduzido por B.done | Joana Kraemer

Continue Lendo:

Passo a Passo para Atingir a Barreira dos 100K/mês em sua Agência

Em um universo empresarial competitivo e dinâmico, estabelecer metas ambiciosas é a essência da busca pelo

Inteligência artificial no marketing: uma nova era para agências

Mais do que uma simples evolução, a inteligência artificial (IA) no campo do marketing tem revolucionado

Comunicação e Mídia em 2024

Em um mundo em constante evolução no marketing digital, antecipar as tendências e enfrentar desafios é

Receba informações e notícias em seu e-mail.