Marketing all-line: por que marcar presença on-line não é o bastante?

Não é novidade para ninguém que os meios de comunicação evoluem muito rápido — ainda mais diante de uma transformação digital obrigatoriamente acelerada pela pandemia.

É nesse contexto que surge a ideia de que para se manter competitiva e em destaque no mercado, uma empresa precisa marcar presença no ambiente digital. E isso não é mentira, porém faltam algumas informações relevantes.

Segundo uma pesquisa do IAB Brasil — associação que representa o mercado de publicidade digital no país — em parceria com a Kantar IBOPE Media, em 2021, foram investidos R$ 30,2 bilhões em publicidade digital e mais da metade desse montante (54%) se destinou às plataformas de mídias sociais.

Entretanto, na publicidade, não devemos investir todas as nossas fichas em apenas um tipo de mídia. Afinal, o comportamento da sociedade é cíclico, assim como em algum momento da história parte da população migrou do rádio para a televisão, por exemplo, o mesmo pode acontecer com a internet.

Mas, além disso, pense no seu próprio comportamento como consumidor. Você não passa 100% do seu tempo navegando nas redes sociais e acessando sites, não é mesmo? Provavelmente, você também é impactado por outdoors e busdoors, ouve o rádio, assiste à TV, pega panfletos na rua e por aí vai.

Portanto, é importante pensar e concluir: nem todo mundo está o tempo inteiro no mundo digital. Por isso, sua estratégia de comunicação precisa considerar isso, e o marketing all-line é a solução.

É sobre isso que falaremos neste conteúdo.  Boa leitura!

 

Mas afinal, o que é marketing all-line?

 

All significa “tudo” em inglês, ou seja, a comunicação deve estar presente em todos os meios, pois vivemos em uma cultura “multitela”, na qual diversas mídias estão inseridas em nosso dia a dia. Nesse contexto, não há mais a divisão de on-line e off-line, todas as mídias estão integradas, andam juntas, conectam-se e convergem-se.

Veja também:  The advertorial: uma nova tendência em publicidade digital

Afinal, seu consumidor acessa redes sociais e sites, lê blogs e e-books, mas também anda na rua e vê outdoors, busdoors e painéis, e continua assistindo à TV e ouvindo rádio.

Tudo se integra. E esse “tudo” é a comunicação all-line, uma comunicação que pode estar em qualquer lugar, tanto em veículos tradicionais quanto em mecanismos de alta tecnologia, do anúncio no jornal ao pop-up no smartwatch.

 

Qual é a diferença entre all-line e omnichannel?

Enquanto no omnichannel o foco é uma abordagem de vendas multicanal, quando falamos de marketing all-line não estamos limitados aos canais. Trata-se, portanto, de uma estratégia mais ampla, um conceito.

O omnichannel se refere à convergência de mídia, mas exclusivamente pensada no consumo por meio de uma experiência integrada. A comunicação all-line, por sua vez, acontece um passo antes da venda, pois implica entender o comportamento do público tanto online quanto off-line.

 

As 3 principais vantagens do marketing all-line

 

Agora que você já entendeu o conceito e sua importância, vamos listar alguns benefícios desse tipo de estratégia que, com certeza, cairiam muito bem no plano de comunicação da sua empresa:

 

  1. Alta visibilidade:

A matemática é simples, se sua empresa estiver na TV, nas redes sociais, em outdoors e até no rádio, com certeza ela será vista — seja pelo mesmo público ou por aqueles específicos de cada mídia.

 

  1. Melhor experiência do cliente:

Uma comunicação que integra diferentes mídias torna a jornada do cliente que utiliza todas elas muito mais fluida. E vale lembrar: boas experiências aumentam a fidelização.

 

  1. Aumento da reputação e da credibilidade:

Reconhecer a necessidade de estar presente em múltiplos espaços e saber lidar com isso é uma capacidade muito bem-vista pelo público.

Veja também:  Análise comportamental dos colaboradores: por que investir?

 

4 dicas para uma boa comunicação all-line

 

Combinar recursos on-line e off-line é algo que exige uma estratégia muito bem amarrada e sólida, afinal, é preciso embutir um sentimento de unidade na cabeça do público, mesmo em mídias distintas.

A seguir, confirmam algumas dicas para construir uma comunicação all-line de sucesso para a sua empresa:

 

  1. Conheça sua persona

A amplitude do marketing all-line exige que você abra mão do público-alvo e se comunique com personas.

Mais do que saber quem consome seu produto ou serviço, você precisa entender como essas pessoas se comportam, suas dores e desejos, o que lê, seus hobbies, estilo de vida, como e onde trabalha. São muitos aspectos a serem avaliados.

Isso porque entender o comportamento da persona ajuda a identificar quais tipos de estratégias e mídias você pode utilizar para atingi-la, e assim tornar sua estratégia muito mais eficaz.

 

  1. Faça um bom planejamento

Depois de conseguir definir o comportamento do público, chega o momento de partir para as estratégias. Na Bee Creative, antes de desenvolver a campanha, fazemos um planejamento detalhado sobre a sua empresa, seu mercado e seus consumidores.

Identificamos o seu objetivo, analisamos como e onde seus concorrentes estão agindo e detectamos o que seu consumidor está procurando e em que ambiente ele está inserido.

Mas mais do que comunicar sobre seu produto ou serviço, nós criamos uma experiência impactante para seu consumidor, independente da mídia. Como ele vai procurar por você na mídia que ele quiser, fazemos sua marca atendê-lo com a mesma performance – seja no mundo on-line, seja no off-line.

 

  1. Mensure tudo

Afinal, essa é a melhor maneira de identificar o que está dando errado e corrigir, e o que está dando certo para repetir.

Veja também:  Influenciadores digitais e a utilização dessa mídia como decisões de consumo

 

  1. Mantenha tudo sincronizado

Por mais que as campanhas da sua marca conversem entre si, cada mídia demanda adaptações específicas. Por isso, na Bee Creative, por exemplo, estudamos muito bem qual a finalidade do material, criando uma comunicação alinhada com os gostos e costumes do público que irá recebê-lo.

 

Gostou desse conteúdo? Então, não deixe de seguir acompanhando o blog da B.done para aprender muito mais sobre marketing, comunicação, vendas e muitos outros assuntos.

Por: Redação Bee Creative | Copywriter: Giordano

Continue Lendo:

“O Nordeste é a mola propulsora do Brasil para os próximos anos.”, aponta Fernando Hélio, Fundador do Nosso Meio

Você sabia que o Nordeste brasileiro está se destacando como uma região cheia de negócios promissores?

O que está acontecendo? O estado do marketing global

Quais são as esperanças e sonhos dos profissionais de marketing? O que tira o sono deles?

Como maximizar os resultados de um serviço de Digital PR em 2024

Ter uma estratégia sólida de relações públicas é como possuir um passe de acesso especial que

Receba informações e notícias em seu e-mail.