Análise comportamental dos colaboradores: por que investir?

Você já conhece o perfil dos seus colaboradores? Analisar a forma como as pessoas se comportam em equipe e diante de cada situação é muito importante para que a empresa consiga manter sua cultura organizacional alinhada.

Além desse ajuste de clima, os chamados “testes de perfil” são ótimos aliados para desenvolver o potencial de cada time e mantê-los engajados, seja uma agência, uma grande marca ou um pequeno negócio.

Para falar um pouco mais sobre o assunto, entrevistamos a especialista e consultora de Recursos Humanos, Renata Padilha, que trouxe ótimos insights a respeito do tema. Confira abaixo.

  • Renata, nos conte sobre a suas experiências profissionais e a jornada que trilhou até iniciar o trabalho empreendedor que faz atualmente.

Renata: Comecei minha carreira em RH, “por acaso”, há 20 anos, elaborando e aplicando treinamentos técnicos e de atendimento e vendas. Eu tinha acabado de concluir minha graduação em Psicologia, estava fazendo uma especialização na área clínica e comecei a dar treinamentos como “freela” na empresa dos meus pais. Era uma franquia de cosméticos para esteticistas e escola técnica de estética. Meus treinamentos foram crescendo e fui convidada para vir pra SP trabalhar no corporativo da marca. Foi quando me aproximei do RH. Logo que concluí a pós em clínica, comecei uma em Gestão de RH, fui trabalhar numa consultoria de treinamento, depois em outra de Recrutamento e, lá pra cá, passei pela hotelaria, empresa de tecnologia, startup, agência de publicidade…
Comecei o trabalho de empreendedora em 2014, fazendo trabalhos de coaching executivo e consultoria num cliente ou outro, pontualmente e paralelamente aos meus trabalhos CLT. Em meados de 2022 prá cá comecei a me dedicar exclusivamente à minha consultoria. Ainda estou estruturando meus processos, definindo os produtos e público alvo. Mas acompanhar os bons resultados da minha consultoria para os meus clientes enquanto vejo as indicações para o meu trabalho aumentar tem me deixado muito feliz e me dando mais energia para seguir, melhorar.

Veja também:  O que Outbound Sales e Casamento têm em comum?

  • Falando um pouco mais sobre sua área de atuação, para você, qual é a importância de entender o perfil comportamental de cada colaborador? Se possível, cite alguns benefícios desse investimento.

 Renata: Cada empresa tem um objetivo, uma característica de negócio, um tipo de resultado para entregar. E é através das pessoas que esses resultados se tornam possíveis.  As pessoas são diferentes. Trazem histórias, valores, dores diferentes e, por isso, desenvolvem padrões diferentes de reagir às questões da vida – e da empresa. Entender quais são os padrões de comportamento (estilo de comunicação, tipo de resposta, preferências, desafios e fortalezas) de cada colaborador nos ajuda a aproximar a pessoa certa do lugar certo, fornecer suporte para seus desenvolvimentos, proporciona maior engajamento e satisfação do colaborador e, consequentemente, melhores resultados e performance.

  • Como especialista na área, poderia compartilhar como você realiza a análise de cada pessoa? Qual método é utilizado?

 Renata: A análise é realizada através da aplicação de questionários e, a partir das respostas, a ferramenta gera métricas que indicam os estilos comportamentais das pessoas avaliadas. Isso é feito através de uma plataforma que utiliza a metodologia DISC. O meu papel, como analista comportamental, é interpretar os resultados e ajudar cada pessoa a entender seus resultados e fornecer informações para RH, gestores e times sobre cada perfil – padrão de comportamento, tendência de respostas a desafios e situações, padrão de comunicação, preferências ambientais, desafios e potencialidades – e sobre como lidar da melhor forma com cada um deles e/ou com a união deles no time.

  • Existe um perfil comportamental ideal ou “coringa”?

Renata: Para considerar um perfil comportamental bom ou ruim, é necessário entender muito bem o contexto em que está inserido e suas necessidades. Um determinado perfil pode ser perfeito em determinado contexto e bastante inadequado para outro. 

Veja também:  Episódio 10: Colocando o planejamento para rodar

Então a resposta é não. Não existe um perfil ideal fora de algum contexto. As características comportamentais podem ser utilizadas de formas diferentes para o mesmo objetivo. Todos os os padrões possuem pontos fortes e limitações, podendo ser mais ou menos eficazes 

  • Você já recebeu algum feedback positivo em relação ao impacto que sua análise gerou na vida de alguém? Conte um pouco sobre.

Renata: Quando uso a análise de perfil comportamental para auxiliar no processo de seleção de profissionais, isso traz mais clareza e segurança para a decisão pelo profissional que irá ocupar a posição em aberto. Aproximar a pessoa certa do lugar certo gera um impacto muito positivo para a empresa, que passa a ter condições de explorar mais adequadamente todas as potencialidades do profissional e também para o profissional, que tem o equilíbrio mais adequado entre conforto e desafios para desempenhar o seu papel. Isso já é fantástico!

Agora, quando faço a análise de perfil em processos de team building, além de desbloquear o potencial de cada indivíduo, proporciona um melhor entendimento do grupo sobre cada um de seus integrantes e isso gera melhora nos relacionamentos, na qualidade de comunicação, maior colaboração e consequentemente, melhores resultados. Quando conseguimos melhorar os resultados das empresas qualitativa e quantitativamente é sucesso.

Mas quando recebo o feedback de um profissional que tenha passado por esse processo, dizendo o quanto foi importante conhecer o seu perfil comportamental, se apropriar de suas forças e fraquezas, nomear suas dificuldades e ter condições de, a partir do conhecimento e entendimento, atuar para corrigir rotas e colocar foco em potencialidades que estavam adormecidas, fico realmente muito feliz. Sinto que meu trabalho está alcançando o propósito, que é melhorar a relação das pessoas com seus trabalhos para gerar mais resultados para si e para as empresas.

Veja também:  Não contrate uma agência sem conhecer seu negócio

 

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o blog da B.done para conferir mais informações como essas.

B.done | Beatriz Proença.

Continue Lendo:

Passo a Passo para Atingir a Barreira dos 100K/mês em sua Agência

Em um universo empresarial competitivo e dinâmico, estabelecer metas ambiciosas é a essência da busca pelo

Inteligência artificial no marketing: uma nova era para agências

Mais do que uma simples evolução, a inteligência artificial (IA) no campo do marketing tem revolucionado

Comunicação e Mídia em 2024

Em um mundo em constante evolução no marketing digital, antecipar as tendências e enfrentar desafios é

Receba informações e notícias em seu e-mail.