Tendências de marketing de influência para 2024

O interesse das marcas em conteúdo patrocinado, em vez de anúncios sociais tradicionais, está em ascensão, criando oportunidades para parcerias com influenciadores (92% das marcas planejam aumentar seu investimento em marketing de influenciadores este ano).

Confira as tendências que chegam agora em 2024.

 

O impacto da inteligência artificial continuará em crescimento

Tanto os criadores de conteúdo quanto as marcas estão otimistas, porém cautelosos, com a introdução da IA em seus esforços de marketing de influenciadores. De acordo com uma pesquisa da SocialPubli em setembro de 2023, 76% das agências de marketing e 52% dos influenciadores já estavam utilizando alguma forma de IA para análise de dados, identificação de parceiros influenciadores ou apoio à criação de conteúdo. Algumas marcas estão indo além e estão trabalhando com influenciadores virtuais como uma alternativa aos criadores tradicionais.

As plataformas sociais também estão reconhecendo o impacto da IA na indústria de criação de conteúdo. O YouTube recentemente lançou ferramentas de IA com o objetivo de “democratizar a criatividade”, simplificando tarefas complexas, enquanto o TikTok adicionou um novo recurso que permite aos criadores rotular o conteúdo apoiado ou gerado por inteligência artificial.

 

O Tik Tok não é apenas para a geração Z 

A Geração X está se tornando mais ativa no TikTok, mas apenas 5% dos recursos publicitários estão direcionados a esse grupo demográfico, o que cria uma oportunidade para anunciantes e influenciadores ampliarem seu alcance.

 

De generalistas a especialistas

Criadores com seguidores de nicho tornam-se mais atraentes para as marcas, garantindo que elas consigam focar no público certo. Conforme o cenário das redes sociais se torna cada vez mais movimentado, os influenciadores estão se especializando. Antes, era comum vermos influenciadores compartilhando dicas e truques gerais de beleza, mas agora eles estão se concentrando em áreas específicas, como cuidados com cabelos cacheados ou produtos antienvelhecimento. Um exemplo é a influenciadora Eilidh Moffat, que se dedica aos cuidados com a pele para pessoas acima de 40 anos e viu seu número de seguidores aumentar em impressionantes 841% em 2023. Essa tendência se reflete em outros nichos de influenciadores, como os de viagem, que vão desde viagens em geral até experiências em família na Disney.

Veja também:  6 estratégias de marketing digital que a sua empresa não pode ignorar em 2021

Esses criadores com seguidores especializados estão se tornando cada vez mais interessantes para as marcas, pois garantem um foco preciso no público-alvo.

 

Crescimento do social commerce

Algumas plataformas sociais, como TikTok e Instagram, sempre foram conhecidas por sua capacidade de conscientização. No entanto, com o crescimento e evolução do comércio social, as marcas agora têm um incentivo ainda maior para cultivar parcerias estratégicas mais profundas com influenciadores.

Um exemplo disso é a TikTok Shop, lançada no final de 2023 e já impactando especialmente as pequenas empresas. Uma criadora, a autora Keila Shaheen, vendeu quase 425.000 cópias de seu diário de autoajuda em menos de dois meses após o lançamento da TikTok Shop.

As transmissões ao vivo de compras também estão ganhando popularidade. É como uma versão moderna e interativa dos antigos programas de compras na TV, onde os potenciais compradores podem ter uma experiência imersiva e descobrir produtos por meio de sessões interativas com influenciadores em quem confiam. Grandes varejistas como Walmart e Amazon estão adotando ativamente as transmissões ao vivo e construindo relacionamentos com criadores para fortalecer sua posição no mercado, e onde eles lideram, outros varejistas tendem a seguir o exemplo.

 

Reaproveitando o conteúdo gerado pelo influenciador

Marcas que hesitam em investir em conteúdo influenciador podem se preocupar com o retorno do seu investimento, especialmente em plataformas mais efêmeras, como Instagram Stories ou TikToks. Por isso, muitas estão revendo a maneira como estruturam contratos com influenciadores, buscando incluir mais oportunidades de reutilização do conteúdo.

Elas estão aproveitando o conteúdo criado pelos influenciadores em diversos canais de marketing, como anúncios de televisão tradicionais, e-mails, anúncios digitais e outros. O objetivo é replicar o estilo de plataformas como o TikTok, mas de uma forma que gere resultados mensuráveis e avance no processo de compra.

Veja também:  Carta Aberta Aos Negócios do Futuro

 

LinkedIn em alta

O LinkedIn continua a registrar níveis recordes de engajamento, à medida que as pessoas buscam interação, avanço em suas carreiras e promoção de produtos B2B.

Onde há engajamento, o investimento em marketing geralmente segue – e é por isso que 75% dos profissionais de marketing B2B estão agora investindo em marketing de influenciadores. Grandes nomes do setor, como Intel e Hootsuite, estão desenvolvendo parcerias com influenciadores do LinkedIn. Criar conteúdo duradouro, como o relatório de carreira em mídias sociais da Hootsuite, e apoiá-lo com o suporte de vários influenciadores tem proporcionado grande alavancagem e amplificação. Já alcançou mais de 1,2 milhão de impressões.

 

Marcas e influenciadores devem continuar a evoluir

Para aproveitar essas oportunidades, os profissionais de marketing devem utilizar ferramentas de IA para brainstorming, identificação de influenciadores e análise de dados. A adoção dessas ferramentas definirá programas de marketing bem-sucedidos.

Adaptar o conteúdo do TikTok para atender a diversos grupos demográficos, incluindo os mais velhos, apresenta um potencial de mercado inexplorado. A especialização é estratégica tanto para marcas quanto para influenciadores no competitivo espaço das redes sociais.

Os influenciadores devem abraçar nichos específicos, e os profissionais de marketing devem valorizar esses microinfluenciadores para diversificar suas estratégias de divulgação e alcançar seu público-alvo de forma eficaz.

No futuro, a ênfase na especialização de nicho, a integração estratégica de IA e o uso inovador de conteúdo gerado por influenciadores provavelmente definirão um ano de avanços criativos e crescimento para marcas e influenciadores.

By: Forbes.com | Ismael El Qudsi

Traduzido por: B.done | Beatriz Proença

 

Continue Lendo:

Melhore seu ranqueamento no Google: como escolher palavras-chave

Estar bem posicionado nos resultados de busca do Google é essencial para qualquer negócio que deseja

“O Nordeste é a mola propulsora do Brasil para os próximos anos.”, aponta Fernando Hélio, Fundador do Nosso Meio

Você sabia que o Nordeste brasileiro está se destacando como uma região cheia de negócios promissores?

O que está acontecendo? O estado do marketing global

Quais são as esperanças e sonhos dos profissionais de marketing? O que tira o sono deles?

Receba informações e notícias em seu e-mail.